Livro de Visitas

 
 
 
Este Livro de Visitas foi concebido para que possa deixar a sua mensagem a SS.AA.RR. os Duques de Bragança.

A Casa Real reserva-se o direito de publicação dos conteúdos.
 
 
 

A Suas Altezas D.Duarte e D. Isabel,

O maior respeito dum admirador pela causa monárquica e maior ainda pela presença activa de Vossas Altezas na nossa sociedade.

Obrigado,

Luis Pereira

Os meus respeitosos cumprimentos a SS.AA.RR. os Duques de Bragança.

Faço votos de grandes felicidades para a Familia Real. É minha convicção que por intercessão da Padroeira de Portugal, Vossa Majestade possa cumprir a nobre missão de nos devolver a nossa Pátria.

Mário Queiroz

Muitos políticos e uma camada previlegiada da população, ainda não se deram conta de tão dramática é e vai piorar a vida de tantos portugueses. É preciso fazer alguma coisa para minorar a dor, a tristeza, porque não dizer fome resultado de sucessivas incompetências de quem dirige este país. Acredito que uma monarquia, com um Rei sério, humano e responsável como S.A.R. D. Duarte, tudo seria diferente para melhor dos portugueses.

Viva a Monarquia, Viva a Família Real, Viva o Rei

Rui Monteiro Rodrigues

Desejo muitas felicidades e sucessos a S.A.R. D. Duarte Pio e sua Família. Que Vossa Alteza possa realmente conseguir fazer de Portugal um país melhor!

Viva a Monarquia! Viva o Rei!

Marcelo  Portugal

Altezas Reais D. Duarte e D. Isabel

Sou um jovem Português e desde muito cedo observo atentamente os problemas do nosso Portugal. Vejo, claramente uma enorme distância entre as populações, para com o poder político e o Estado. Existem regiões Portuguesas, principalmente no interior onde a discriminação é visível e a evolução nomeadamente nas infra-estruturas e acessibilidades não conseguem atingir os níveis normais nos tempos que correm. São inúmeras as situações além das que referi anteriormente por todo o continente e ilhas onde o distanciamento entre Estado e população é avassalador.

Neste sentido, apoio claramente as palavras de V. Alteza, já que ter alguém que se preocupa, se interessa e deseja estar sempre junto das populações principalmente dos que mais necessitam e dos que vivem em regiões mais isoladas e com menos recursos para possuírem uma melhor qualidade de vida, é algo que já não existe nos tempos de hoje e que eu tanto desejara que todos agissem dessa forma. Essa é igualmente, a minha mentalidade, estar junto de todos e observar os problemas e necessidades, porque apenas dessa forma é que se cria uma verdadeira nação e se forma uma notável paixão pela nossa querida terra, o nosso PORTUGAL!

Despeço-me, apresentando os meus maiores sinceros e cordeais cumprimentos,

Jorge Manuel  Jesus Silveira

Altezas Reais D.Duarte e D. Isabel

Eu vos saudo. É com grande honra e prazer que vos envio a minha mensagem - continuem a Honrar a História de Portugal e não parem nunca com a causa Monarquica para que um dia em breve seja instaurada de novo a Monarquia, para que o povo não se esqueça do que é ser Português, do que é ter Alma Lusitana.

Em homenagem ao nosso primeiro Rei D. Afonso Henriques e aos nossos Infantes, dei o nome ao meu filho de Afonso Dinis que vai fazer três anos em Novembro no dia 14.

Saudações cordiais,

VIVA O REI ... VIVA A FAMILIA REAL ... VIVA PORTUGUAL ...

Susana Maria  Robalo Candeias

Meu caro Rei,

Permita-me, por uma vez, tratá-lo assim com o à vontade de quem fala com um amigo em privado. Como dizia Fernando Pessoa, Falta Cumprir-se Portugal.

É verdade que já percorremos os 7 mares, conquistámos e criámos impérios e tudo se desvaneceu e as palavras de Pessoa continuam a ressoar na minha cabeça, Falta Cumprir-se Portugal.

Meu Caro Rei, já percebemos do que os portugueses são capazes. São capazes do melhor e infelizmente também de coisas menos boas. Se repararmos na história de Portugal, verificamos que os portugueses fizeram grandes coisas quando tiveram grandes lideres. Com os 100 anos deste projecto a que chamam república e com os gastos vergonhosos nas comemorações numa época de profunda crise económica, aumentou ainda mais o meu repudio a este estado de coisas. Dá-me pena, frustração e raiva, ver Portugal a ser delapidado nas suas paisagens, na sua arquitectura, na sua lingua, na sua cultura, nas suas finanças e principalmente nas suas pessoas que cada vez mais são formatadas para pensarem como alguém acha que devem pensar.

Isto tem que mudar. Falta cumprir-se Portugal. Onde? Aqui mesmo, criando um povo com civismo, com elevação, com massa cinzenta, com alegria, com felicidade e soberano.

Meu caro Rei, provávelmente não pediu este fardo mas é em si, simbolo de um Portugal ainda digno, que recaem os olhares de muitos portugueses descontentes e desesperados.

Portugal tem uma história de quase 900 anos. Não vamos deixar que estes 100 anos passem de uma simples beliscadura num Portugal maior que ainda tem muito para dar ao mundo.

Meu caro Rei, peço-lhe que coordene e guie uma acção concertada e firme por forma a passar outros valores aos portugueses, difundir a mensagem monárquica e a breve trecho voltar a ser, não o meu Rei, mas o Rei de Portugal.

Viva o Rei.

Viva Portugal.

Octávio Teixeira de Almeida

Neste 5 de Outubro, saudo respeitosamente a nossa Família Real.

É preciso mudar Portugal...VIVA O REI!

Rui Monteiro Rodrigues

Completam-se em 5 de Outubro, cem anos de interrupção da normalidade da vida institucional que moldou a Pátria ao longo de quase nove séculos, e que os portugueses nunca esquecerão.

Nesta data cumpre-me apresentar a SS.AA.RR as minhas saudações e o profundo respeito e lealdade à transcendente Herança de que são legítimos Titulares.

Abel Luis Silva Mota

Un saludo para toda la Familia Real,con muchisimo respeto y devocion...!

Renato Filippo Maria Campofreda dei Ruffo

Página no :   <<  1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84  >>
© Casa Real Portuguesa 1998-2015
w3c
Aviso Legal